Compre o livro de contos Arranhando Paredes

julho 18, 2014

0

Meu livro de estreia vive. Para comprar: http://www.bartlebeedeli.com.br/pd-11E2A4.html Arranhando Paredes é beber água sem sede, macumba de meia noite, mariposa com asa rasgada, mulher com cabeça de cavalo, garrafa de vinho vazia, escritor vivendo em tribo de aborígenes, jovens acidentadas e deformadas, zumbis, insanidade pré-fabricada, resto de comida ruim, vampiro albino, trepada bizarra, mentalidade não […]

Meu livro de estreia: ARRANHANDO PAREDES

junho 25, 2014

1

EM BREVE: ARRANHANDO PAREDES é um amontoado de palavras que respira dentro de páginas soltas, bufando enxofre através de 15 contos perdidos em algo amorfo, também chamado por alguns de literatura. Há anos trabalho neste livro, há anos ele vive ofegante dentro de uma câmara de ar viciado e, daqui a pouco sairá, dando novos […]

guia auditivo e imagético para o fim de uma criança de 7 anos

abril 27, 2014

0

Música de suspense. Piano em dó menor. Passos lentos de criança na areia da praia. Adultos com vozes de carnaval festejam o aniversário da criança. Ela continua dando passos lentos na areia. Piano desafina. As vozes se afastam. Passos lentos na areia se fundem ao mar. Passos rápidos no mar. Barulho de pé de criança […]

Posted in: Contos

Volta, Jorge

janeiro 4, 2014

1

Você abandou tudo, até o Ted. Eu, tanto faz, tanto fez, mas o Ted foi foda. Quem abandona um cãozinho tão bonitinho? Que se foda, me importo. Que se foda o Ted. Que se foda você. Tu sabe que sim. Tu sabe que te amo. Porque você me deixou aqui nessa sampa tão sampa? Te […]

Posted in: Contos

nós que habitamos o chão

dezembro 26, 2013

0

Ilustração: Angst (1903), Alfred Kubin Dedicado ao chão. Nós que habitamos o piso, chão onde pisa seus sapatos de marcas que brilham na escuridão, vidas roliças de comida boa, e nós que nem sequer mastigamos o almoço de ontem, e vocês pisam pisam pisam pisam em nossas cabeças, pessoas dos sapatos de luxo que caminham […]

Marcado: , , , ,
Posted in: Contos

Avenida 7

setembro 29, 2013

0

Quando Luís Fontes caminha até a Avenida 7, ele não imagina que estou o esperando com uma faca em mãos. Fontes nunca olhou para os lados, ele é o perfeito exemplo do homem desligado. Meus olhos não param de piscar. Mão tremendo. Cabo da faca ensopado de suor. Não sei como descrever Fontes, creio que […]

Posted in: Contos

11 Regras de Escrita

setembro 27, 2013

0

No decorrer dos anos algumas lições ficaram na minha cabeça. Tento usar cada uma delas na minha literatura. Tento. Segue minha lista de regras de escrita. A lista também serve para fazer piadinhas na mesa do almoço familiar dos domingos. (minha lista, não de vocês. Mas quem desejar pegar emprestado, fique a vontade). 1 – […]